quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

PDT X PDT na Disputa pelo Legislativo Cearense


Já, já, teremos a eleição para a mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e desta vez, fugindo à regra, disputam dois deputados do grupo político dos Ferreira Gomes.

De um lado o Deputado Zezinho Albuquerque, atualmente no PDT, disputando seu terceiro mandato concorrendo com o Deputado Sérgio Aguiar também do PDT e deixando marcas de uma rachadura enorme no grupo do ex-governador Cid Ferreira Gomes.

Em 1985 quando aconteceu a última disputa para a mesa diretora da Assembleia Legislativa do Ceará, o avô do deputado Sérgio, Murilo Aguiar, disputava com Castelo de Castro e não resistiu as pressões na eleição, saindo dali diretamente para um hospital e depois foi constatado seu óbito.

Hoje, Sérgio Aguiar tenta representar a sociedade camocinense presidindo a Casa Legislativa do Estado sendo assim um grande feito de suas pretensões.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Alô Bom Senso no Gerir da Coisa Pública


Alguma coisa está fora da ordem, assim disse o poeta Caetano Veloso, e isso hoje é tecnicamente comprovado em quase todos os campos da sociedade. O planalto Central está sem sua titularidade outorgada pela massa votante. Alguns “sem noção” invadiram o plenário da Câmara Federal para pedir a volta da “Ditadura Militar”. A seletividade nas irregularidades cometidas por aqueles que deveriam agir com ética na República.

E por falar em ética e República faz-se necessário e urgente uma ação do Ministério Público em algumas prefeituras no interior do nosso Estado, pois está se tornando uma prática comum o “desmonte de fim de feira” de alguns gestores não tão republicanos.

Falam que é muito comum o encerramento dos contratos temporários na educação no final de outubro, mesmo sem o fechamento do último bimestre, quando o ano letivo teria como encerramento o mês de dezembro. Onde estão os órgãos fiscalizadores da República?

Seria possível um gestor fechar salas escolares de criancinhas em pleno outubro no fechar das urnas? Onde fica o bom senso e a responsabilidade no tratar da coisa pública?

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Mini Usina de Coco Verde é Gloriosamente Premiada na SNCT

Aconteceu nos dias 18 e 19 de outubro de 2016 no Centro de Eventos, em Fortaleza, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia promovida pela Secretaria de Ciências e Tecnologia do Estado em que o secretário Inácio Arruda discursou em sua abertura relatando a importância da participação da estudantada secundarista da Escola pública do Ceará  no “Fazer ciência” de forma simples, palpável, transformando realidade popular, onde muitos professores coordenam a garotada nesta ousada  e transformadora caminhada.

Neste contexto participativo em que muitas Escolas Profissionalizantes do Estado estiveram presentes e efervescendo, a alma juvenil que se mostra efetivamente capaz nesta seara da Tecnologia científica sendo sujeito deste desenvolvimento.

A Escola Profissionalizante Salaberga Torguato Gomes de Matos do Maranguape ocupou vários “stands” demonstrando suas práticas e contando com a presença efetiva da comprometida professora Séphora Luciana e sua “Mini Usina de coco verde” foi gloriosamente premiada com medalhas de bronze, ocupando assim o Terceiro lugar desta SNCT.

Parabéns a toda estudantada da escola Salaberga Torquato e a professora Séphora Luciana com sua integral dedicação. Este terceiro lugar diante de tantas outras escolas que ali participaram serve de estímulo à estudantada da escola no desenvolver mais e mais o “fazer ciência” de forma fácil e popular como bem disse o secretário Inácio Arruda alegremente envolvido com os participantes no encerramento da Semana Nacional Científica e Tecnológica – SNCT_2016.

 Crédito Foto: Airton Amaral

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Assunção Apresenta Resultado de Pesquisa sobre EPCT

Hoje, 18 de outubro, na Semana Nacional de Ciências e Tecnologia 2016 acontecendo no Centro de Eventos do Ceará, nosso amigo professor Francisco José Assunção,  Apresentou Brilhantemente no Seminário de Integração dos Polos UAB do Ceará sobre Referências de Qualidade para a Educação superior à Distância, seu Trabalho: Formação Docente em Educação Profissional, Científica e Tecnológica – EPCT que vem desenvolvendo no Curso da Licenciatura em EPCT UAB em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE.

Nós que fazemos parte do Polo Novo Pabussu estamos muito contentes com o desenvolvimento exitoso do Curso da EPCT, apesar dos múltiplos entraves que ora enfrentamos, mas com dedicação e perseverança a turma que dá o seu melhor, assim como hoje fez o grande e dinâmico Assunção, que trouxe para apresentar, divulgar uma formação que muito se necessita no Estado e pouco conhecida em sua teoria, e que Assunção Fez brilhantemente, demonstrando como se dá o fazer habilidoso de sala de aula no cotidiano do Município de Caucaia.

Parabenizamos sim, este guerreiro com sua desenvoltura habilidosa e competência no seu “Show” particular para os participantes deste magnífico evento patrocinado pela Secretaria de Ciências e Tecnologia do Ceará na pessoa do nobre secretario de Estado Inácio Arruda.

Assunção, além de apresentar resultados coletados em sua pesquisa, propagou a boa imagem do IFCE que infelizmente não esteve no tapete vermelho das tecnologia aqui desenvolvidas e deixou claro para os organizadores do evento a necessidade de um olhar carinhoso por parte do Estado para a Licenciatura em EPCT.

Adelante, Assunção! Permanecemos na Primeira fila na torcida pelo seu Sucesso, garoto!
 Crétido Foto: Airton Amaral

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Aluna da Ead/UAB Lança Livro na Área da Hospitalidade

Muitas pessoas por não conhecerem a EaD/UAB fazem uma velada crítica recheada de “preconceito” e, como bem sabemos, o preconceito não passa de um conceito pré elaborado, sem conhecimento de causa. Tenho um grande orgulho de participar, mesmo que indiretamente, da formação de muitas outras pessoas que por falta de tempo de estarem cotidianamente em sala de aula presencial, seguiram o bom caminho da virtualidade na Universidade Aberta do Brasil – UAB.

A UAB que aprimora frequentemente competências e habilidades para a vida real de pessoas reais. Pessoas que como Roberta Nunes, Marcela Rocha (licenciadas em língua estrangeira inglesa pela Universidade Aberta do Brasil – UAB em parceria com a Universidade Federal do Ceará – UFC), para citar esta duas potencialidades que hoje fazem parte da Rede Pública de Educação através de concurso público, passaram por lá. Muitas outras pessoas também trilharam o mesmo caminho exitoso e agora ocupam seu espaço na sociedade contribuindo diretamente para o progresso do serviço público e privado nas cidades.

Agora o Polo Novo Pabussu – Caucaia, vivencia mais uma exitosa experiência em presenciar Marluce de Abreu Cruz que durante três anos conviveu harmonicamente com todos os que fazem a EaD da UAB no Curso de Tecnologia em Hotelaria e ao defender seu Trabalho de Conclusão de Curso – TCC com relevantes contribuições para a área da Hospitalidade contou com a sensibilidade profissional do Professor  Antônio Roberto Ferreira Aragão do Instituto Federal de Educação do Ceará – IFCE que indicou para fazer parte do Livro  Marketing & Gastronomia, Estratégias para Turismo e Hotelaria. Diante disso, nós que  fazemos o Polo Novo Pabussu – Caucaia –  só podemos dizer orgulhosamente, Parabéns e Sucesso, Marlucia!

  Crédito Foto: Marlucia Abreu - Facebook

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Weiber Tapeba é Indígena no Poder


Parece-me que os povos indígenas resolveram mostrar sua força, sua vitalidade, e ontem, 02 de outubro, no município de Caucaia, região metropolitana de Fortaleza os habitantes da aldeia Tapeba, cansados de lutar pelo reconhecimento de suas terras, seus direitos elegeram um de seus representantes para a Câmara Municipal.

Weiber Tapeba surge como o primeiro indígena da região a alcançar e ocupar uma cadeira no Legislativo deste querido e amado, porém sofrido município. É bem verdade que muitas coisas estão melhorando e isso não é otimismo individual desta pessoa, mas muitos dos caucaienses reconhecem que apesar das inúmeras dificuldades, Caucaia hoje tem novas feições.

Certas mudanças estão acontecendo sim e isso é demonstrado claramente com a vitoriosa eleição de Weiber neste último 02 de outubro de 2016. Caucaia de tantas lutas e conquistas ainda terá muito por fazer para atender as necessidades básicas de seu povo.

Aos poucos Caucaia deixa de ser uma cidade dormitório, uma vez que já conta com a força do progresso que também trouxe em si tantas outras mazelas, mas a cidade resiste com sua hospitalidade de cidade operária com carinha aristocrática.

Parabéns ao povo caucaiense que elegeu Weiber com uma bela votação. Parabéns a Margarida Tapeba que parece não cansar de lutar por dias melhores para seu povo, enfim, parabéns ao povo que reconhece suas lutas. Parabéns ao mais novo Vereador da cidade: Weiber Tapeba certamente será a voz deste valente povo indígena, das minorias e defensor das causas sociais.
 Crédito Foto: Enedina Soares

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A Festa Acabou para as Diversões nas Praças da Cidade?


Já não bastasse a truculência policial aos manifestantes do Ato Unificado Fora Temer no dia 7 de setembro, nesta última semana a juventude Fortalezense vivenciou mais dois casos de violência por despreparo emocional, tanto da polícia militar, quanto da guarda municipal que, parte de sua corporação, anseia usar armas.

Diante de uma insegurança patrocinada pelo poder capital que intencionalmente deixou de investir em saneamento básico, educação pública e de qualidade social agora fala em solucionar tais problemas que permeiam a realidade da sociedade.

Parece intencional para o capitão candidato propagar uma campanha eleitoral mexendo diretamente num problema que afeta toda a sociedade, não apenas cearense, mas toda a sociedade brasileira, vendendo a ilusão aos “reles” mortais que habitam o senso comum de que a questão da segurança pública pode ser solucionada imediatamente por uma gestão municipal.

Assim agindo, passa uma retórica de afirmação, contudo é bom lembrar que não existe nas questões administrativas um super herói com habilidades concretas de resolver problemas sociais.

Armando a Guarda Municipal, certamente teremos mais violência espalhada pelas ruas da cidade. Não se iluda com tais promessas!

Temos observado que falta preparo e controle emocional para os agentes da segurança pública em lidar com a juventude reunida nas praças da cidade. Praças estas que deveriam ser ocupadas pela sociedade como local de lazer e de jogar conversa fora com a galerinha cheia de esperança de transformar as estruturas capitais que quase sempre engessam ações particulares da rebeldia juvenil, rebeldia que nega comportamentalmente as estruturas gerenciais do poder capital.

Promover o medo não seria uma boa ação dos gerentes de plantão e de candidatos à gerenciar o poder municipal. Candidatos deveriam agir com isenção e mostrar programas exequíveis para a sociedade.

Deixo aqui minhas preocupações para os senhores governador do Estado, Camilo Santana (PT) e Roberto Cláudio Prefeito, sobre as ações arbitrárias na pacata Praça da Gentilândia, como também da praça dos Leões em que a juventude tentando habitar tais espaços, foi violentamente atacada. A festa acabou, assim se portaram os agentes que deveria ser da segurança pública.

domingo, 11 de setembro de 2016

A Campanha de Luizianne Parece Não Decolar


Com a divulgação da última pesquisa Data Folha – O Povo – deste domingo, em que a Deputada Federal e ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), aparece no terceiro lugar com apenas 16%, entendo que a estratégia de Paz e Amor ao Deputado e concorrente direto, capitão Vagner (PR) adotada por Luizianne não foi a mais viável.

Enquanto, os números de Luizianne se mostram teoricamente estáveis seu concorrente ascendeu numa celeridade favorável e se continuar nessa ascensão disputará o segundo turno com o candidato à reeleição Roberto Cláudio Prefeito.

A candidata Luizianne Lins cheia de carisma, credibilidade diante das periferias e uma boa oratória de convencimento popular, parece sentir o impacto direto da cruel realidade patrocinada pelas “irregularidades” cometidas por parte dos representantes petistas que se distanciaram das lutas sociais e que sem rumo tentam, mas sentem imensas dificuldades de encontrar o caminho da social democracia.

Luizianne Lins deveria ter começado sua campanha “batendo” direto na candidatura do Capitão. Parece que o entendimento do comando da campanha não compreendeu a capilaridade política de Vagner e agora corre o risco de não chegar ao segundo turno das eleições de 2016 e o “volta lôra” ser adiado.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Pela Retomada Imediata das Aulas na UECE


Senhor governador Camilo Santana quando o senhor olhará de verdade para a Educação? Não se concebe uma greve de professores durante muito tempo sem tentar efetivamente buscar uma solução para tal impasse.

Já passa de 120 dias e os estudantes da Universidade Estadual do Ceará – UECE – estão com o semestre comprometido e como dizia minha vó: tempo é ouro e a estudantada sente-se prejudicada com o comodismo de ignorar esta grave realidade.

Bom senso e diálogo deve ser restabelecido em nome da Educação e da formação desta juventude que se encontra borbulhando no campo da formação. Faz-se necessário e urgente uma ação proativa atendendo as reivindicações dos professores como também reinaugurar a UECE como Instituição Educacional para a formação dos jovens filhos (as) dos trabalhadores e mudar este sofrível e gritante quadro educacional.

A sociedade cearense não aceita o comodismo governamental. Sabemos que a situação econômica que ora passa o país não está tão favorável, todavia, o senhor governador deve buscar alternativas imediatas e responder com a breve retomada das aulas tornando assim um gerente competente e responsável pela a Educação da Juventude que anseia por melhores e prósperos dias.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

A Truculência que Oprime Manifestações Livres


O Senhor governador do Estado do Ceará, Camilo Santana (PT), precisa urgentemente vir a público e pedir desculpas aos estudantes, Trabalhadores, Sociedade organizada como todo, pois não se concebe uma ação truculenta de pessoas emocionalmente despreparada agir arbitrariamente contra outras tantas, que durante a tarde toda deste domingo, 7 de setembro participaram pacificamente na Avenida Beira Mar do Grande Ato Unificado Fora Temer e por Diretas Já.

Depois do encerramento do Ato, quando muitos retornavam para suas casas, percebi no trajeto que fiz pelo calçadão da Beira Mar uma viatura do ronda, depois mais uma e sucessivas viaturas para por fim ao brilhantismo de um belo Ato que transcorreu na Paz e “de boa”, como diz a galerinha.

Registro aqui minha preocupação com um “Estado opressor” sobre participação popular e democrática neste momento em que as regras da Democracia foram abaladas com o impedimento sem comprovação de crime de responsabilidade da presidente eleita, Dilma Rousseff.

Neste contexto em que a insatisfação popular expressa nas ruas sua indignação com as retiradas de direitos civis estabelecidos na Constituição Cidadã de 1988, faz-se necessário uma reflexão sobre o retrocesso político, que ora vivenciamos, em detrimento de questões econômicas que oprimem diretamente as carências populares historicamente ignoradas por um poder “público” que nem sempre se fez Republicano e pondo em cheque conquistas asseguradas durante os governos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
 Crédito Foto: Renato Ribeiro – Facebook

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

A Justificativa de Não Derrubada de Eduardo Cunha


Marcado para a próxima semana na Câmara Federal o julgamento e cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e isso nos preocupa, pois em pleno momento eleitoral muitos dos deputados, além daqueles que já afirmaram, irão faltar. Isso deixa transparecer a fragilidade de tais parlamentares que não mostram suas faces.

Claro, muitos destes são aliados e até foram financiados por Cunha e agora para não contrariar seus eleitores, preferem se afastar do processo para depois ludibriar pessoas de boa fé dizendo que não votaram, mas que na verdade tais ausências conta positivamente favorável ao arquivamento do processo de cassação de Eduardo Cunha.

O deputado Carlos Marum (PMDB-RS) está descaradamente propondo uma punição “branda” de afastamento de Cunha por apenas seis meses e isso é inconcebível diante das tentativas que destroem lentamente a República. Sem contar que aqui, na terrinha boa do meu Ceará, Eduardo Cunha contará com aproximadamente de 11 a 13 votos aliados.

Mesmo com a afirmativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) de que só colocará em votação o processo de cassação de Cunha quando no Plenário já estiver presentes mais de quatrocentos deputados, é bom não esquecer que Maia faz parte da tropa de choque que patrocinou o Golpe de derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff, e causa-me desconfiança que haverá marmelada nesta justificativa televisiva onde o resultado, assim como foi no impedimento da presidente eleita Dilma, já está decidido pela não cassação de Cunha, mostrando que “eles”, na verdade, não representam o povo que a eles delegou poderes.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Minha Solidariedade à Estudantada da Ocupação das Escolas Públicas


A Secretaria Estadual da Educação do nosso Ceará – SEDUC não deveria solicitar apreensão de Estudantes que Ocuparam Escolas Estaduais durante a Greve dos Professores da Rede Pública Estadual. Educadores de plantão vamos fazer valer, a priori, a Escutatória Juvenil.

Quer dizer que Reivindicar melhoria e conservação da Escola Pública, que infelizmente sucateada, merece prisão?

Parece que estou ficando louco, pois não consigo entender como um órgão responsável diretamente pela formação de jovens age sem diálogo e de forma arbitrária. A ação dialógica deveria ter sido a práxis exaustiva de quem promove a Educação.

Senhor governador, Camilo Santana, não quero crer que isso seja de seu conhecimento e sugiro que intervenha imediatamente e proativamente na exaustão dialógica para que o pior não venha acontecer e que não fique certa nódoa no seu estágio de governo.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Votação do Orçamento e as Dificuldades Governistas para Aprovação


Ontem à noite, até a madrugada deste 24, estive assistindo pela TV Câmara à votação do Orçamento Federal para 2017 e pude perceber que a coisa ainda não está tão fácil para os governistas temporários. Vejamos que a tal base aliada da temporalidade Temer é composta de quase toda a antiga dita “base aliada” da presidente Dilma Rousseff e ainda contando com toda a turma sem votos que ainda não assimilou a derrota de 2014, como PSDB, DEM, PSB, PPS & S.A.

Parece que o líder da temporalidade governista, Deputado André Moura (PSC – SE) não tem tanto controle e persuasão nesta liderança e, conta constantemente com a ajuda do chato Deputado Domingos Sávio (PSDB – MG).

Quando no governo da presidente eleita e afastada, Dilma Rousseff – PT, o deputado Domingos Sávio fazia de tudo para obstruir as votações, agora nas “abas oportunistas” do governo temporário e Golpista, solicita ponderação aos deputados Petistas, além de exigir do Presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB - AL) que acelere a votação e isso confundiu Renan, que se apressou e até mesmo sem ouvir os líderes das minorias agremiativas, coisa que é legitimamente regimental, tenta iniciar a votação.

A coisa ficou tão tensa que quando o deputado, Alessando Molon – Rede Sustentabilidade – RJ, solicitou seu tempo de liderança Renan negou com veemência dizendo que naquele momento em que a oposição tentava obstruir a sessão não podia concordar com esta situação, mas depois de alguns questionamentos, o Presidente Renan Calheiros concede tempo de Líder ao deputado Molon e deste recebe críticas de parcialidade e de rasgar o regimento do Congresso Nacional.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Impasse e Dificuldades dos Ferreira Gomes na Política Eleitoral 2016


Tudo que sobe desce”, assim diz o dito popular e, desta vez existem algumas evidências de que o grupo dos Ferreira Gomes depois de um longo período no comando do Estado tende a uma decrescente perda de capital político no Estado.

O ex-governador Cid Ferreira Gomes, agora no PDT, sim na sigla criada pelo saudoso Leonel de Moura Brizola, enfrenta certas dificuldades em se manter no comando da política cearense.

Com o afastamento temporário da presidente Dilma Rousseff, seu ex-ministro e “fiel” aliado, Cid Gomes enfrenta imensa dificuldade em manter sua hegemonia política no Ceará. Não se pode negar as habilidades dos Ferreira Gomes em dar as cartas. São pessoas muito bem articulas e com um certo “dom” de convencimento através de sua oratória.

Foi assim nas eleições para o Estado em que Cid articula e tira José Guimarães da disputa para o senado, apoiando o atual governador Camilo Santana do PT, mas que segue a cartilha de Cid. Não faz muito tempo o Clã Ferreira Gomes tentou sem sucesso implantar sua irmã, Lia Ferreira Gomes possível candidata em Caucaia, município de grande importância política e econômica no Estado.

Na Princesinha do Norte já foi falado até na possibilidade de Cid Gomes disputar a eleição com temor de perder o pleito para uma certa “cria”, sim em 2014, os Ferreira Gomes Implantaram na Caucaia o atual Deputado Federal Moses Rodrigues que hoje tornou-se um forte opositor com grande chances de ganhar as próximas eleições de Sobral.

Em Fortaleza, seu afilhado político, Roberto Cláudio está ruim das pernas e não consegue demonstrar capilaridade política com vitalidade de conquistar sua reeleição. Embora exista uma grande aliança em volta da candidatura do atual prefeito, paralelo a isso, existe inúmeras dificuldades para a próxima disputa eleitoral. Tanto é verdade que nem o vice da chapa majoritária foi escolhido, mesmo com a ida de Cid Gomes à Brasília buscando em Moroni Torgan, do DEM é claro, o nome desta difícil composição.

O clã Ferreira Gomes enfrenta no embate eleitoral as candidaturas: do Deputado Estadual Heitor Férrer do PDT, ops, PSB mesmo com muitas limitações e pouca capilaridade política eleitoral. Da Deputada Federal e ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins com seu “fusca vermelho” do PT, partido que passa por um “mar astral” de negatividades no conceito de algumas pessoas na sociedade, porém com grande possibilidade de emplacar de novo na periferia da cidade. Do Deputado Estadual e adversário político, Capitão Vagner do PR e o Vereador do PSOL, João Alfredo, representando a rebeldia votante da capital. Certamente não haverá vencedor direto nesta eleição, mas resta-me a dúvida de quais candidaturas estarão no tapete vermelho da disputa no segundo turno eleitoral de 2016.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

O Pragmatismo Afasta as Ideologias da Política


Tudo começou com um grave deslize acontecido em 2005, na Câmara Federal, quando o Partido dos Trabalhadores poderia ter elegido facilmente para a Presidência da Casa um de seus Representastes. Saiu divido entre os Deputados petistas Luiz Eduardo Greenhalgh e Virgílio Guimarães, o mineiro, que lançou-se candidato avulso e ficou na terceira posição e, não mais que de repente, o representante do “baixo clero”, sim, ironicamente o deputado pernambucano do PP, Severino Cavalcante que teve apenas 7 votos a mais que Virgílio disputou e ganhou a eleição de segundo turno daquela casa legislativa.

Dez anos se passaram e o Partido dos Trabalhadores, já cambaleante diante de algumas velhas raposas do cenário político nacional, tenta em nome de uma tal governabilidade, mas perde o comando da Câmara Maior com o Deputado paulista, Arlindo Chinaglia, para o peemedebista e “possível aliado” Eduardo Cunha.

Mais uma vez, depois de dez anos, um mineiro foi determinante para a derrota petista, desta vez, o Deputado Júlio Delgado do PSB, ex aliado do Governo Dilma Rousseff. Pareceu “birra” dos petistas em não apoiarem o deputado PSBista e arcaram com uma fragorosa derrota, além de fortalecer Eduardo Cunha, já não tão possível aliado, e que por conta de alguns entraves do comando governista, torna-se uma pedra no caminho do Governo Central, fragilizado e atingido direto com a crise econômica mundial. Já não é preciso falar mais nada sobre o que aconteceu desta “relação” não tão amistosa.

Implicado com denúncias, réu declarado e afastado de suas funções da presidência da Câmara Federal pelo STF, o Deputado Eduardo Cunha (PMDB – RJ) renuncia ao seu mandato e tenta com múltiplas manobras escapar de uma possível cassação pelos seus pares no plenário da casa.

De repente, outra eleição, desta vez para um mandato dito tampão complementar do biênio 2015 – 2016 e mais uma vez a direita fortalecida sai vencedora e coloca as ideologias distantes das disputas políticas e republicanas em nome de um cego pragmatismo.

Outra vez o velho e surrado ditado de que a esquerda só se une na cadeia vem à tona. O PT com 55 Deputados não indicou nenhum nome e declarava bravamente que não votaria em quem apoiou o “golpe” do impedimento da afastada Presidente Dilma Rousseff, mas terminou por fortalecer a candidatura “vitoriosa” do Deputado Rodrigo Maia (DEM – RJ), antigo e ferrenho Inimigo político.

Vejo isso como um grande erro das ditas “esquerdas”, que mais uma vez saiu dividida e derrotada. A Deputada Luíza Erundina (PSOL – SP) seria de cara a representante deste bloco de boa representação na casa, que somaria uns 93 votos e com um pequeno esforço, estaria no segundo turno, onde o Deputado do centrão, Rogério Rosso (PSD – DF) atingiu apenas 106 votos e Rodrigo Maia liderou com 120 votos.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Fugas e Rebeliões


Um certo locutor da radiofonia cearense disse que as agitações que andam acontecendo nos presídios do estado, não passam de insatisfação dos presidiários à gestão do atual Secretário de Segurança, Delci Teixeira.

Eu, na minha "santa" ingenuidade, fico a pensar: agora são os foras da lei que determinam o funcionamento do Estado?

Com a palavra as autoridades competentes.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Antigão X Falta do Que Fazer?


Causa-me estranheza e a mais profunda tristeza, observar o nível das discussões no Legislativo Estadual do Ceará. Às vezes penso que a grande maioria dos parlamentares que por lá habitam, estão necessitando urgentemente de um curso básico de Legislação, argumentação e oratória.

Pasmem, parece mentira, mas é a mais pura verdade. Um certo deputado foi chamado de antigão e, como tal parlamentar se intitula o arauto da moralidade, exigiu a priori que a palavra antigão fosse retirada dos anais da Assembleia Legislativa. Não consigo entender como alguém que por muitos é chamado de Odorico Paraguaçu pela forma como o mesmo tenta engabelar os demais e o povo, cometa tamanha aberração. Somente a falta do Legislar pode ocasionar abobrinhas nas sessões de um Plenário Legislativo.

Senhores deputados, melhorem seus argumentos e façam valer seus mandatos que lhes foram outorgados pela massa representante nata da ingenuidade humana, o senso comum.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

O Indelével Não


Quando o vácuo, a priori, determina o indelével não e a pessoa não deseja entender a teleologia desta simbologia, finge desfaçar e tenta um sorriso escancarado de contentamento com o coração ferido em lágrimas, mostrando a realidade posta que parece inaceitável.

Nada, ou quase nada, reflete a realidade aparente e determinante que ignora socialmente a atitude simples de ingenuidade que presupõe a ilusão da felicidade na completude da simbologia do ter, que se quer, atinge a sensibilidade do ser, que segue destilando simpatia e desilusão realicional numa sofismática realidade de superioridade.

Quanta decepção vinda de Brasília, e o centexto que deveria ser libertário às inovações humanas, permanecem translúcidos na imediaticidade estabelecida dos conflitos pessoais e sociais e em grupos aparentemente homogêneos com desejos espontâneos de liberdade que transfere o ter sociológico para as confabulações de mesa de bar e quase sempre interrompidas na realidade das aspirações cotidianas.

Segue o desejo de ter a conquista individual no contexto social que se mostra num borbulhar aparente da hipocrisia sem importâncias sentimentais para o desejar.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Parazinho dá Viva à Nosso Senhora!


Junho, já é 22 e nesta data tem início os Festejos de Nossa Senhora do Livramento, no meu querido Parazinho. Exatamente agora, a bandeira deve estar sendo hasteada dando o primeiro passo para a Novena que oficialmente decreta aberta um dos históricos festejos religiosos do Estado.

Coração batendo forte na saudade da “terrinha” querida e renovando minhas reminiscências de infância, onde vivi e fui feliz. Que siga na Paz e que as pessoas de fé se façam presentes numa consistente manifestação de fé em Nossa Senhora do Livramento, livrando todos os males aparentes daqueles que investem na transcendência.

Boas Festas e Viva Nossa Senhora!
 Crédito Foto: Maria Dias

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Meio Que...


Lançar-se às lides cotidianas na perspectiva de transformar uma certa realidade é arriscar-se no desconhecido, buscando amavelmente nova aventura que nem sempre foi pautada na timidez.

Partiu para o primeiro “round” e, nem se quer, conquistou espaços no campo da sociabilidade e, isso aguçou ainda mais o desejo de lutar e transformar o marasmo que rege vidas sem no entanto estabelecer o mínimo da satisfação pessoal dentro da coletividade.

Já nas investidas seguintes a insegurança se fez presente e mais uma... “n vezes”, a busca de transformação torna-se meio que frustrante, todavia a mente não aceita as frustrações imediatas e o ser é convocado para mais outra investida no maior desejo do Fora Temer e todos aqueles que diretamente impediram o avanço de reais conquistas, limitando assim atos libertários de um ser distante e sedento por participação coletiva e reforçar as lutas e conquistas que são humanas.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Bruno e seu Partido Dividido no Meio de Apoiamento


Em entrevista ao competente jornalista Fábio Campos do Jogo Político e Jornal O Povo, o atual secretário do Meio Ambiente do Estado, Artur Bruno, se diz descontente com a postura que o Partido dos Trabalhadores assumiu no comando geral da nação. Até aqui tudo bem, pois muitos dos petistas e sociedade civil também não concordam com o afastamento das causas sociais adotadas pela sigla, ignorando sua origem e formação partidária.

Todavia, devemos compreender que Bruno nem sempre esteve coeso com as decisões partidárias locais, pois quem não lembra que em 2004 quando Luizianne Lins saiu candidata pelo PT, o atual secretário estava de braços dados com a candidatura do também atual secretário das Ciências e tecnologias do Estado, Inácio Arruda – PCdoB.

O secretário Bruno diz que é contrário à candidatura própria do partido e defende apoio total ao atual prefeito Roberto Cláudio.

domingo, 12 de junho de 2016

Conversa de Bar numa Manhã Dominical

Numa conversa de bar nem sempre ignoramos o que ouvimos nos espontâneos diálogos e, há pouco, o Zé das Nuvens tomando sua boa dose de cachaça e saboreando ovos cor de rosa, refletia a realidade posta sobre a mesa no campo da sociedade e política. Tudo parecia por demais exacerbada, as esperanças, quando entra em cena o João Pé no Chão dizendo: – Bobagem seu Zé, a vida do dia a dia é bem mais cruel que esta fantasia que você desnuda agora.

Vivemos hoje uma tremenda insegurança social sem perspectivas de melhoras capital e imediatas, pois o ontem a meu ver foi parcialmente descaracterizado pelo hoje, que borbulha as aparentes descontinuidades das relações, das ações individuais e no coletivo político social e nada mais reflete tranquilidade. Fala-se que o sistema capitalista se apresenta mais uma vez agonizante e nós, que nem criamos tal situação, estamos assumindo a culpa pela liquidez dos tempos onde a família perdeu seu poder tradicional e foi jogada nas instabilidades sociais com parcial controle econômico patriarcal e sem tempo familiar.

Abdon da net fala sobre o desconforto de chegar em casa e não ter a atenção que todos os seres humanos deveriam ter, pois não se concebe falar com alguém que se ama apenas virtualmente, dividindo o mesmo teto no espaço geográfico.

Já a Cacildinha das lutas cotidianas não aguentando a discussão e reclamando, a priori, a falta de consciência e vontade de alguns de  transformar esta carcomida sociedade, onde as pessoas são vistas apenas pelo ter, sem considerar o ser de cada indivíduo que ama e que tem necessidades múltiplas de atenção social e que vive a esmo desprovidos de assistência das políticas públicas que parecem não chegarem aos reles mortais necessitados.

Parece que vocês já tomaram todas e estão destilando a embriaguez ao vento, tentando acabar com as alegrias que o domingo no bar nos traz. Vamos tomar mais uma dose e quem sabe esquecer certas agruras da vida, disse Maria das Esperanças com vontade de viver e vencer.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Parazinho em Festa!


Ainda faltam alguns dias para iniciar os Festejos de Nossa Senhora do Livramento, na maravilhosa localidade de Parazinho-Granja, mas hoje seu povo está em festa pela grande participação do meu amigo, professor Ramalho Vasconcelos, conduzindo a Tocha Olímpica.


Não sei como anda a força política do Deputado Gony Arruda (PSD) no município, mas certamente o evento reforçou e muito a capilaridade política do atual prefeito do município, Romeu Aldigueri (PR).


Todavia, os vencedores do dia foram o povo desportista granjense, sua população e a Família Vasconcelos bem representados por Ramalho. Parabéns e Sucesso, meu amigo. Que a determinação seja uma constante no seu fazer cotidiano.

 Crédito Foto: Rosália Vasconcelos / Elinei Almada

sexta-feira, 27 de maio de 2016

O Golpe Foi Oficializado e Confessado


Muito me preocupa a compra de votos, mesmo sabendo que isso representa uma característica clara e objetiva de parcela dos atuais ditos representantes na politicalha brasileira. Contudo, por que será que muitos propagadores do Golpe falavam apenas que o Planalto estava atuando neste sentido? Sejamos verdadeiros e imparciais, meu povo, afinal de contas que verdade estamos construindo para o futuro?

Do lado que talvez você esteja apoiando também é grande o "balcão" de negócio, e isso é só o reflexo daquilo que se diz mudança, despertar para o dia seguinte é fundamental. Fala-se até no poder que o fisiologista e pelego da força sindical, o representante mor no sindicalismo brasileiro, no desastre antidemocrático e interino "governo" Temer.

Fala-se que Temer, no comando da nação, barrará a Operação Lava Jato e o Romero Jucá demonstrou isso muito bem numa conversa com Sérgio Machado “in grampos”. A meu ver este não deveria ser o comportamento de quem pensa num “novo” país sem corrupção. Pela Democracia, conclamamos que é preciso lutar contra tais ações antirrepublicanas para validar a Democracia que ora defendemos e criar condições favoráveis ao povo que constrói os bens materiais de uma elite que quase sempre se mostra insensível aos anseios sociais.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Televisão


Alguém sabe por onde andam as simpáticas e competentes jornalistas, Camilla Andrade e Larissa Macedo, do "Vem com a Gente" da TVC?
Fazendo falta na comunicação cearense com simpatia e talento.

 Crédito Foto: TVC

domingo, 8 de maio de 2016

O Impedimento Temporário Busca Implementar as Eleições de 2018

Muitos dos últimos acontecimentos que veem do Planalto Central trazem em si a esperança de que seja revisto posições de intolerância ao impedimento da Presidente Dilma Rousseff e que os senadores passem a agir com o bom senso e que busquem na razão alternativas que ponham em cheque a Jovem Democracia Brasileira. De um lado se critica o que se habituou a chamar de golpe, e isso enfurece alguns políticos que divergem ideologicamente do PT. Do outro lado, estão muitos políticos, que mesmo não encontrando irregularidade no processo das ditas pedaladas, apostam em Temer como alternativa da crise financeira que é internacional.

Dificilmente não passará o afastamento da Presidente Dilma, por até 180 dias. Com o andar da carruagem tudo poderá mudar e quem sabe aconteça o retorno da titular detentora dos 54 milhões de votos. Não é difícil imaginar a relação política dos articuladores pro Temer com aqueles que durante os governos Lula e Dilma estiveram na linha de frente, e portanto, coautores das irregularidades que se investiga na Operação Lava Jato. E por falar em Lava Jato, por onde andam as ações efetivas das sextas-feiras que parecem ter sumido das mídias parciais depois da admissibilidade do processo na Câmara Federal naquele “show de horrores” dominical em que os representantes do Baixo Clero, sem saber o que dizer, ofereceram aos seus familiares o sim por usar o microfone da Câmara pela primeira vez. 

A intolerância foi tamanha de alguns que, por desconheceram sua função parlamentar, destilaram seu senso humorístico particular no “Tchau querida” sem analisar o dia seguinte dos acontecimentos. Muitas das ações articuladas para tal representação foi veementemente defendida pela  direita, que não aceita direitos da classe trabalhadora e brigam sempre por privilégios dos poderes estabelecidos.

A prisão coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi uma demonstração clara de que não estão de brincadeira com suas pretensões de eliminar do tabuleiro político a sigla que surgiu como representante dos trabalhadores e que ao chegar ao poder gerencial da nação favoreceu muitos dos inimigos da classe trabalhadora. Sabemos que o PT não pode sozinho ser responsabilizado por todas as irregularidades que hoje a mídia cobra do Partido. Se aconteceu um governo dito de coalizão em que o PT “quase nada” tinha poder gerencial na administração que muitos remanescentes das gestões passadas cometeram, mas como bem diz um amigo, o poder da caneta estava com o PT e isso não se pode negar.

Restam poucos dias para o afastamento temporário da titular da Pasta Central, Dilma Roussef, que mesmo sem os “velhos aliados” do fisiologismo está equilibrando a inflação e readquirindo sua popularidade na sociedade que já percebe, as intencionalidades direitistas de manter-se nos privilégios de sempre.

A “ponte para o futuro” defendida pelo vice presidente Michel Temer pretendia ser alternativa de poder,  parece-me não estar surtindo efeitos positivos para o bom senso. Se não vejamos, como Temer quer construir o novo se muitos nomes que permeiam nas articulações antecipadas do gerenciar pertenceram aos governos Lula/Dilma?. Existem nomes que desfilam na corrupção da Lava Jato e a redução necessária dos Ministérios, foi adiada para acolher o “baixo clero” que busca se evidenciar.

Partindo do pressuposto de que nada ou quase nada mudará, 180 dias serão demais para se estabelecer o retorno da Presidente Dilma Rousseff ao comando Geral até 2018. Certamente essa será a melhor opção política para os pretendentes de 2018. O estrago foi feito e o PT pagará muito caro no pleito eleitoral deste ano, mas que certamente as ditas oposições não sairão coesas e com um nome fortalecido no tabuleiro eleitoral para 2018.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Crise de Interesses Promove o Impedimento do Governo Dilma?

Grande parte da classe empresarial, que sempre se beneficiou das ricas verbas estatais, hoje deseja imprimir uma visão distinta de suas práticas cotidianas e pregam o impedimento da Presidente Dilma Rousseff que, infelizmente, fez muitas concessões aos gananciosos das benesses públicas e que na fragilidade governamental tais permanentes beneficiários exigem a saída da presidente Dilma, não por se comportarem contrários à corrupção, mas por acreditar em reduzir as possibilidades da política se fazer no seio do povo, aqueles que têm maior necessidade de apoio gerencial do estado.

A contradição é tamanha que eles afirmam nas mídias de que a presidente Dilma não tem mais condições de governar o País, todavia, propagam à meio mundo de que o governo Petista deseja transformar o Brasil numa Venezuela. Difícil acreditar que tais pessoas em sã consciência falaria tamanho absurdo. Se a presidente Dilma não pode gerenciar mais o país, como poderá Dilma transformar a economia brasileira de exploração capital numa economia estatal?

Devemos observar com atenção os interesses da classe que rege a sociedade capitalista, detentora de privilégios capitais e que muitos dos que compõem a eterna dominação capital não abrem mão de exclusividades. Não podemos compreender como alguém que se apropria da força de trabalho do proletariado e da mais valia, por ele produzida, seja incapaz de possibilitar aos produtores da riqueza da nação o desejo do consumir capital?

Não acredito que o mal gerir atual seja apenas incapacidade governamental, pois o mesmo governo foi, num recente período, muito  elogiado pela mesma classe que hoje deseja impedi-la de permanecer comandando às ordens das urnas. Não, ninguém deixa de ser capaz da noite pro dia e perde sua capacidade de gerir e manter os privilégios da classe dominante do país Brasil.

Impedir o governo atual de prosseguir no comando da nação não é uma ação tão republicana e democrática. Mas o que é mesmo democracia?

segunda-feira, 28 de março de 2016

Sonho ou Pesadelo?


Ontem, à noite, sonhei que a presidente Dilma Rousseff tinha sido impedida de gerenciar a sociedade Brasil, pois não havia mais possibilidade de contornar os interesses daqueles que querem o poder a todo custo.

No sonho, o vice-presidente Michel Temer, agora presidente do Brasil, formando com o PSDB e S.A., uma grande coalizão política onde “tudo” tranquilo e, como diz a galera, “tá tranquilo, tá favorável”, e quase ninguém se lembra de cobrar o fim da corrupção. O fora Comunismo, Fora PT e Dilma, agora solucionado, então por que reclamar? A ordem agora é dar uma oportunidade para o “novo governo”, muito embora esteja no poder à séculos. A sociedade, conduzida pela amenidade midiática, segue passivamente aceitando a corrupção daqueles que na maioria dos tempos estiveram gerenciando a crise capital e sendo dela beneficiados.

Irrequieto, e sem compreender tal tolerabilidade com os de sempre, permaneço atônito “na arquibancada da vida”, buscando respostas para justificar o “verde e amarelo” nas ruas das cidades, cobrando o fim da corrupção e, agora adormecido, permanece desatento aos acontecimentos ora vigentes. Alguns que defenderam a presidente Dilma, gritam com veemência, cadê os arautos defensores do Brasil?

Ainda bem que foi apenas um sonho, e posso vivenciar a parcial mídia fazendo seu papel falacioso de informar as travessuras de um governo que errou muito. Errou ao suspender o IPI para grandes empresas defensora do capital internacional, que quase sempre deixa de investir seus ricos rendimentos na empregabilidade do país, promovendo uma maior instabilidade na economia nacional.

E como a presidente Dilma Rousseff permanece no poder, alguns analistas continuam afirmando categoricamente o fim do governo Dilma e que a próxima semana será definitiva para o fim do seu governo, uma vez que o PMDB está breve a anunciar sua saída do poder. Mas qual poder? Ao meu ver, tal sigla fisiológica não deseja sair do governo, todavia, chegar ao comando central para gerir o capital sem a chancela das urnas, mas capitalizado pela siglas que ainda não aceitaram a última derrota eleitoral.

terça-feira, 22 de março de 2016

O Golpe Não Passará


Acabo de chegar do Ato Debate promovido pelos Professores da Universidade Federal do Ceará – UFC, realizado no auditório Raquel de Queiroz do Centro de Humanidades. Pude acompanhar a excelente explanação sobre o delicado momento político que parte da mídia, assim como em 1964, está ajudando a propagar fogo golpista, atendendo ao interesses internacionais belicistas aqui muito bem defendidos por um grupo paulista travestido de agremiação política.

Mas, o que deve ser colocado aqui, é a provocação incendiária de alguns jovens muito bem nascidos defendendo ideias contrárias às expostas no Ato Debate. Jovens provocadores, que a princípio negaram participar de agremiação política, todavia, tinham todas as características da sigla paulista entreguista do patrimônio Nacional.

Antes mesmo de acabar as explanações da mesa, um jovem interviu com certo sarcasmo de provação, e depois ainda dizem que é na esquerda que se encontram os provocadores, de uma certa “desordem”. Não adianta tentar argumentar que tais jovens estavam exercendo seu papel na democracia. É verdade que o regime democrático possibilita tais contraditórios, e isso é, a priori, salutar para a dialética no campo das ideias político-sociais. Não, não era essa a intencionalidade daqueles provocadores, que incitaram e até registaram, para posteriormente propagarem nos meios de comunicação defensores da economia norte-americana.

Momentaneamente, na sociedade Brasil contemporânea, assemelha-se à 1964, e não deve se entregar aos anseios de alguns aloprados detentores “da grana que ergue e destrói coisas belas”. Os golpistas não passaram! Se eles alegam tais irregularidades exercidas pela atual gestão do Planalto Central, deverão cobrar aos defensores da justiça a punição de todos que foram acusados de corrução. Chega de seletividade e de provocações de figuras neo nazistas borbulhantes, pretensos donos da verdade, de culpabilizar uma classe defensora da democracia.
 Crédito Foto: Airton Amaral